UX: 5 dicas de User Experience para ecommerce

    UX 5 dicas de User Experience para e-commerce

    Mesmo com todo o clima de desconfiança e preocupação que anda rondando o país em 2015, alguns setores do mercado continuam lucrando bastante. E um deles é o de e-commerce. Segundo o Relatório WebShoppers, uma das mais aguardadas pesquisas sobre o assunto, no primeiro semestre do ano houve um aumento de 13% nas vendas em relação ao mesmo período de 2014. E dentre os vários motivos para essa significativa melhora dos números está a preocupação cada vez maior das empresas com o User Experience (UX) — um ponto que antes era deixado em segundo plano na hora de bolar uma loja virtual, mas que hoje tem se mostrado tão importante quanto qualquer outro do processo de criação. Mas porque o UX é tão importante?

    Com mais pessoas acessando os comércios digitais por meio de celulares e tablets e a banda larga chegando a um número cada vez maior de residências, quem trabalha com e-commerce agora não pode mais contar apenas com uma foto do produto e uma descrição curtinha. E por causa disso, existem algumas dicas que podem te ajudar a conversar ainda melhor com esses possíveis clientes. Confira:

    Não faça o usuário pensar muito

    Lançado no começo dos anos 2000 pelo autor e arquiteto de informação Steve Krug, o livro Não Me Faça Pensar trouxe várias dicas importantes para o mundo do design para a web e do UX. Uma delas é a de que seu site não deve deixar seu usuário pensar muito a respeito de suas ações ali dentro. Afinal, isso pode criar alguma confusão que o leve a sair da página.

    Entre os cuidados que levariam o visitante a não se perder dentro de uma página, estão os seguintes exemplos:

    • nomes de fácil entendimento nos menus;
    • botões de ação com cores que se destacam;
    • sinais que sempre informam ao usuário em qual parte do site ele está naquele momento.

    Realize testes A/B

    Com o desenvolvimento de ferramentas de métricas como o Google Analytics, ficou ainda mais fácil descobrir o que funciona ou não dentro de uma página. Agora, em vez de apenas achar que algo pode ou não dar certo, os empresários, programadores e designers podem criar testes A/B com duas telas ou soluções diferentes, medir seus resultados e aplicar apenas aquela que funcionar melhor.

    Aposte em imagens grandes

    Já foi comprovado cientificamente que imagens são entendidas mais rapidamente pelo nosso cérebro do que mensagens em texto. E como hoje celulares e computadores contam com conexões mais rápidas do que aquelas da década de 1990, nada mais justifica continuar usando fotos de baixa resolução e de tamanho microscópico.

    Dê mais visibilidade para os comentários

    A maioria dos usuários buscam informações sobre um determinado produto com outros usuários. Portanto, se você cria e deixa a seção de resenhas de uma loja virtual em foco, o visitante não precisará deixar sua página em busca das informações em outro lugar. Além disso, os comentários dos usuários podem fazer com que não seja necessário criar uma tela de FAQ para aquele item.

    Invista em vídeos

    Com a chegada do HTML 5, em 2010, ficou bastante fácil usar filmes como plano de fundo em um site. E isso, além de chamar mais a atenção do usuário, ajuda a dar vida ao e-commerce. Essa tática agrega valor e, assim como acontece com as imagens, passa uma mensagem de forma bem mais rápida do que por meio de texto.

    Agora, conte para a gente: como anda a experiência do usuário em seu e-commerce? Use a nossa caixa de comentários e deixe suas opiniões sobre UX!

    Leave a Comments

     

    Your email is safe with us.
    *
    *